31.3.17

 
Quem ouve rádio hoje em dia?


Esquecido num canto coberto de pó e silêncio, o rádio com suas ondas médias não navega na internet e nem tira onda de nada.

Seus botões redondos, que selecionam frequências moduladas em chiados, já fizeram seus donos chiarem muito e mostram quão quadrado era seu tempo.

Tempo sem streaming, mas com amor extremo. Desses que são eram celebrados com música à noite na beira da cama e de manhã às beiras do carma. Mas, calma.

Ele ainda deve ter vez e voz. Vós é que se esquecestes dele.

Era tão falante outrora e agora ensimesmado em silêncio gritante. Berro que só ecoa na memória. Memória muda quando a palavra ouvida é saudade.

Após tantos aplicativos, o rádio não tem aplicação. Ou quase: aplica-se à fila dos aposentados por invalidez do INSS (Instituto Nacional da Saudade Sonora).

Saudade que em milissegundos volta e gira o botão para ligá-lo.

Mas ele já estava ligado esses anos todos. No volume mínimo. Quieto. Para não ferir com melodias a mudez desta casa sem harmonia.

Comments: Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?